Nintendo 3DS, uma revolução ou um fracasso?

Publicado: 10 de janeiro de 2011 por Eduardo Castro em Noticias

Muito se fala sobre o novo console portátil da Nintendo que está prestes a ser lançado, o Nintendo 3DS que tem data de lançamento marcada para 26 de Fevereiro de 2011 no Japão por 25000 yens, algo em torno de 300 dólares. Os valores e datas para o ocidente ainda não foram confirmados, mas provavelmente o lançamento vai acontecer em março desse ano.

Como o próprio nome faz uma referência, o grande trunfo do novo portátil é uma nova tecnologia 3D criada pela Sharp que dispensa o uso de óculos chamada “Parallax Barrier”. Basicamente esse chip posicionado atrás da tela superior do 3DS(a única que gera o efeito 3D), ordena o modo como as imagens estereoscópicas(basicamente duas imagens praticamente idênticas mas ligeiramente afastadas que quando processadas ao mesmo tempo pelo nosso cérebro geram a impressão de tridimensionalidade) serão vistas pelos nossos olhos.Ele é responsável por separar os pixels por quadros e direciona-los para nossos olhos de maneira que a imagem recebida pelo olho esquerdo seja diferente da imagem recebida pelo olho direito de forma sequencial(aproximadamente 30 quadros por segundo), o que nos proporciona a sensação de movimento e do 3D ao mesmo tempo.

Mas essa tecnologia apresenta alguns problemas também, como por exemplo a não recomendação do uso do 3D para crianças com menos de 6 anos de idade podendo resultar em problemas no desenvolvimento da visão da criança. Outro problema é que o uso do efeito 3D por mais de 30 minutos pode causar desconforto para o jogador. Além disso, para o efeito ser perceptível o portátil deve ser posicionado de uma maneira “correta”(aproximadamente 60 centímetros de distância e tela posicionada em um ângulo específico em relação aos olhos do jogador). Por esse motivo essa tecnologia não é levada para televisores de alta definição e foi projetada para aparelhos portáteis, já que é necessário que a pessoa esteja próximo a tela.

Bem arriscado, não acham? Tudo bem que o efeito 3D pode ser desativado por um botão sem maiores problemas, mas a Nintendo está lançando um console que além de muito mais caro do que se costumar pagar em um portátil(em seu lançamento, o DS custava 15 mil yens, aproximadamente 180 dólares), também não deve ser jogado por mais de 30 minutos contínuos e nem por crianças pequenas(que representa um público considerável). Além disso os jogos também serão mais caros, cerca de 1000 yens(+/- 12 dólares) a mais do que os jogos do DS custam. Não se sabe nada sobre o preço americano ainda, mas é provável que seja algo entre 40 e 45 dólares, mesmo preço dos jogos de PSP.

Como concorrentes a Nintendo vai ter que aguentar a Sony vindo com seu “Playstation Phone”(aka Xperia Xplay/Zeus Z1) com Android e um hardware impressionante que segundo boatos é capaz de fazer gráficos equivalentes ao que foi visto no lançamento do PlayStation 3 e também a Apple com seus iDevices(iPhone,iPod Touch e iPad) que já provaram que conseguem brigar com qualquer console portátil tanto no quesito diversão(Angry Birds,Plants Vs Zombies, Cut the Rope, etc) quanto no quesito gráfico(Infinity Blade, feito pela Epic, nos prova isso com gráficos nunca vistos no Sony PSP ou no Nintendo DS) que também são muito caros, mas contam com subsídios por parte das operadoras e também são celulares(exceto o iPad e iPod Touch).

E ai, será que vinga?

 

 

Anúncios
comentários
  1. Gabriel disse:

    NINTENDO 3DS IS THE NEW VISUAL BOY